“Dar voz aos protagonistas. Que eles falem, desabafem, contem suas trajetórias, leiam seus poemas, cantem as suas canções, deixem suas mensagens.” Esse é o objetivo do projeto “Programa Cena Protagonista 2021”, de acordo com a sua apresentadora – a atriz Bell Gama-, que estreia nesta quarta-feira, 21, uma nova temporada de entrevistas. A exibição acontece às 21 horas nas redes sociais (Youtube e Facebook) da Cia Cenaberta, companhia a qual Bell Gama é atriz e produtora.

No bate-papo envolvente e repleto de muita densidade artística de cerca de uma hora, a atriz entrevista personalidades do meio artístico, como escritores, atores, cineastas, músicos e jornalistas. “Pessoas que, de alguma forma, criam possibilidades de mudar as coisas”, complementa Bell Gama.

A estreia da nova temporada, nesta quarta-feira, 21, traz ao “Programa Cena Protagonista” o poeta e escritor Osmar Casagrande que, dentre outros detalhes sobre a sua trajetória artística, fala sobre a sua mais nova missão, a vice-presidência da Academia Palmense de Letras (APL), função esta que o artista assumiu ainda nesta semana.

Além de vice-presidente da APL, o entrevistado do programa de estreia da nova temporada é advogado, comunicador, empreendedor gastronômico e cultural, dramaturgo e escritor. Autor de crônicas, contos, artigos e poemas, editados em vários jornais do Tocantins, e também autor do livro de poemas “A Casa (in)cômodos (di)versos”, lançado em 2009.

Cena Protagonista
As entrevistas serão exibidas sempre às quartas-feiras, às 21 horas, nas redes sociais da Cia Cenaberta. O programa é produzido e apresentado pela atriz Bell Gama, com a supervisão do ator e diretor Kaká Nogueira, e colaboração de Bruno Barbosa e Fernanda Barbosa, filhos dos atores. A 2ª temporada acontecerá ao longo do primeiro semestre de 2021 e o Projeto foi contemplado pelo “Prêmio Palmas Aldir Blanc, Fundação Cultural de Palmas, Prefeitura Municipal de Palmas, com apoio do Governo Federal – Ministério do Turismo – Secretaria Especial da Cultura, Fundo Nacional de Cultura.

A primeira temporada encerrou-se no ano de 2020 com 30 entrevistas, com nomes como Odir Rocha, Nacha Moretto, Giovani Assis, Adão Francisco, Tião Pinheiro e Chiquinho Chocolate, dentre outros protagonistas. A primeira entrevista foi com a professora Glória Azevedo, em 18 de junho de 2020, com foco nas escritoras contemporâneas, mulheres e negras, fazendo uma leitura entre política, resistência, racismo, violência. À época, o Programa Cena Protagonista era exibido, exclusivamente, pelo Instagram. Contudo, na segunda temporada o objetivo é ampliar o alcance.

A iniciativa surgiu com a premente necessidade da Companhia de se reinventar em meio à pandemia e suspensão de atividades que incidissem em aglomeração. “Uma forma de encontrar, de se aproximar do público, das pessoas, de se expressar”, explica Bell Gama.

Ainda de acordo com a artista, o Programa Cena Protagonista nasceu de outro Projeto, também encabeçado pela atriz, chamado de Cena Poética, que, logo no início da pandemia, levou ao ar, todas as quintas-feiras, poesias declamadas pelos integrantes da companhia, Thiago Omena e Juliano Gomes, e por amigos. “O programa de entrevistas, assim, veio como consequência, pela necessidade de saber mais sobre os autores, suas obras e vida, e, a partir daí, outros protagonistas da nossa sociedade emergiram e o programa cresceu”, conclui.

Apresentadora
Bell Gama é atriz e produtora cultural, sócia-fundadora da Cia. Cenaberta. No teatro, dirigiu leituras dramáticas para o Sesc-TO, como: Escola de Mulheres – Molière – (2007) e A História é uma Istória – Millor Fernandes (2014). Atuou em vários espetáculos, entre eles: Tupy or not tupi (2002-2004; Paixão de Cristo (2003-2004); O musical: O Resgate de Roseline Brow (2007); Dias Difíceis (2012-2016); ; L!ngua preZa (2016); O Antiquário Frankl (2019-2021); e De Caso com a Solidão (em montagem) Realizou a Produção executiva e Assistência de direção da Comédia Drácula.

No cinema atuou nos curtas: Cheque ou Mate (2008); Tempos Difíceis (2010); O Som de Lá (2012); e, Edital Cultural (2016). Também atuou nos longas: O Nome da Morte (2018); O Pastor e o Guerrilheiro (2020) e das séries: Para TV Brasil – O Boneco de Barro e o Rei (2018); e Para Netflix – O Escolhido, segunda temporada (2019). Bell Gama é também arte-educadora e coordenadora pedagógica do Projeto Poquelin – Formação inicial para o teatro, promovido pelo grupo teatral da qual é integrante. Desde 2002, tem a personagem “Raymunda” que faz esquetes do cotidiano.

Ficha técnica:
Apresentação e produção: Bell Gama
Direção: Kaká Nogueira
Ascom: Cinthia Abreu
Redes: Fernanda Barbosa
Edição: Mzn e Bruno Barbosa

Deixe uma resposta