Quatro jovens atores de Palmas foram escolhidos como finalistas da seleção para protagonista do espetáculo teatral “O Pequeno Príncipe no Cerrado”, da Cia Cenaberta. Foram escolhidos Brian Castro, Lorenzo Xerenty, Talmo Lacerda e Thalys Judson, que possuem idade média dentre 17 e 25 anos. O resultado final será anunciado em 26 de junho e a estreia está prevista para 7 de outubro de 2021.

Proponente do projeto e produtora executiva do espetáculo, a atriz Bell Gama adianta que a seletiva recebeu o total de 19 inscrições, disponíveis no site da Cia Cenaberta (www.cenaberta.com.br). “Inclusive meninas participaram, o que foi muito gratificante, ver a ousadia e protagonismo das adolescentes”, disse a atriz. Ainda de acordo com Bell Gama, a coordenação pedagógica do projeto orientou a seleção de quatro candidatos para essa etapa. “A escolha é para viabilização de exercícios em duplas, prática muito comum no teatro”, explica.

Nesta fase da seletiva, os atores participam de oficinas de preparação de elenco para avaliação de desenvoltura; interpretação; criatividade; comprometimento; interação com a equipe e outros critérios. As oficinas acontecerão em formato presencial e remoto, ministrados pela equipe da Cia Cenaberta em diferentes modalidades, com os profissionais de Palmas Thiago Omena e Juliano Gomes, Ana Isabel Friedlander de Portugal, e Carol e John Weiner de Manaus (AM).

Oficinas
O professor, ator, roteirista e diretor Thiago Omena será responsável pela oficina de “Introdução à iluminação cênica”, onde serão abordados os tipos de equipamentos utilizados para compor uma iluminação cênica. “Vamos mostrar o designer de luz e os processos criativos, como tempo de entrada de luz, sobreposição luminosa e a pele; criação de mapa de luz e técnicas de iluminação contemporâneas, dentre outras abordagens”, afirmou Thiago.

O ator, preparador de elenco, professor e produtor Juliano Gomes vai tratar sobre “A preparação corporal e vocal dos atores”, que terá como base experimentos na linguagem da Commedia Dell´Arte, gênero teatral popular feito nas ruas que surgiu na Itália em meados do século IV. “A intenção é proporcionar ao ator recursos a partir do improviso de forma consciente, contribuindo para que o artista tenha a possibilidade de criar um repertório de movimentos tanto para o corpo, quanto para a voz”, justifica.

Atores, dramaturgos, diretores e pesquisadores em teatro, Carol e Jhon Weiner vão abordar “As práticas de teatro de rua abrangendo as técnicas do teatro de Grotowski”. “Principalmente focando no trabalho de máscara fixa corporal desenvolvida pelo encenador com técnicas que compreendem o tempo das expressões e gerais de construção do personagem”, adianta.

A diretora teatral, dramaturga e coach Ana Isabel Friedlander ministrará “A gestão da carreira artística” com foco nos principais desafios, noção de metas, auto liderança, a base dos comportamentos e gestão de conflitos. “Pretendemos proporcionar aos atores alguns conceitos base para a gestão de suas próprias carreiras e formas de moldar o comportamento seja para si mesmo, seja para as personagens”, disse Ana Isabel.

Também participa das atividades de instrução aos atores finalistas o diretor-geral do espetáculo, o ator Kaka Nogueira. Para ele, poder concretizar a montagem de “O Pequeno Príncipe no Cerrado” por meio de incentivo cultural é uma grande conquista. “Apesar do momento desafiador, causado pela pandemia, alimenta os nossos sonhos, abre oportunidade a novos atores e congrega profissionais e amigos altamente gabaritados”, conclui Kaká.

Espetáculo
Uma adaptação livre de uma das histórias mais lidas da humanidade, o Pequeno Príncipe no Cerrado traz ao cerrado brasileiro essa viagem lúdica, atual e mágica. Buscando entender os mistérios do universo, um jovem de um pequeno planeta bem distante sai em busca de respostas em vários mundos, e se depara no meio do cerrado brasileiro com um piloto de avião que estava caído, e com ele encontrará todas as respostas que faltavam. A realização do espetáculo é da Cia Cenaberta, a direção do ator Kaká Nogueira, a co-direção de Ana Isabel Friedlander e a produção executiva da atriz Bel Gama.

Projeto
Uma produção da Cia. Cenaberta em parceria com a atriz e produtora Bell Gama, o projeto conta com patrocínio da Fundação Cultural de Palmas (FCP), por meio do Fundo Municipal de Cultura (Promic 2019); do Banco da Amazônia, por meio do Patrocínio Cultural Banco da Amazônia 2020 e da Agência de Desenvolvimento do Turismo, Cultura e Economia Criativa (Adetuc), por meio do Prêmio Aldir Blanc Tocantins 2020.

Cenaberta
A Companhia Cenaberta, com mais de 10 anos, é uma produtora cultural focada no teatro e cinema e já produziu no Tocantins diversos espetáculos teatrais com apresentações em todas as regiões do País, e é hoje uma das principais produtoras culturais do norte brasileiro. A equipe conta com produtores, atores profissionais, diretores, dramaturgos, professores universitários de teatro, acompanhamento de coaching, pedagogo, cenógrafo, cenotécnico, iluminador cênico, sonoplastas, figurinista.

Ficha Técnica – O Pequeno Príncipe no Cerrado

Realização: Companhia Cenaberta de Teatro
Texto: Antoine de Saint Exupéry
Adaptação Livre: Ana Isabel Friedlander
Direção: Kaká Nogueira
Codireção: Ana Isabel Friedlander
Produção Executiva: Bell Gama
Elenco: Juliano Gomes, Bia Coelho e ator selecionado
Preparadores de Elenco/Concepção Cênica: Jhon Weiner e Caroline Nogueira
Preparação Circense: Kadu Olivier
Cenário: Cia. Cenaberta / G.A. / Renato Moura
Figurinos: Carolina Cecília / Cia. Cenaberta
Iluminação: Lúcio Miranda
Assistência de iluminação e preparação de elenco: Thiago Omena
Sonoplastia Exclusiva: Heitor Oliveira e Diego Brito
Ascom: Cinthia Abreu

RELAÇÃO DE INSCRITOS

CLEOMAR VIEIRA DA SILVA
Lorenzo Pereira Xerenty
REGINALDO DE MENEZES BRITO JUNIOR
Saullo Miguel Batista Ferreira
Jannys kleiton pereira da silva
MARIA CLARA DA COSTA OLIVEIRA
Jacirene Lopes de Sousa
MARIA CLARA DA COSTA OLIVEIRA
Luiz sergio Alves Pereira
Joao Vytor Cordeiro Neves
Talmo Aquiles Lacerda Araujo
Thalys Judson
Danillo Brian Dias Castro
Jeferson de Nazare Sousa
Ester Lopes de Araújo

Deixe uma resposta